Saiba como comprar remédios sem levar gato por lebre

4 de Novembro, 2014

De CDs e DVDs a bolsas e relógios, a venda de produtos piratas é um enorme prejuízo para os verdadeiros fabricantes, e para você também. Pagar baratinho em óculos com lentes impróprias, por exemplo, pode acabar custando caro à saúde e, no rastro dos produtos falsificados, nem os medicamentos escapam. Por isso, é importante ter muito cuidado na hora da compra1.

Nunca adquira medicamentos em feiras e camelôs, apenas em farmácias e drogarias, de preferência que você já conheça. Atenção para promoções, preços muito baixos podem indicar origem duvidosa, nenhuma garantia de qualidade ou produto roubado2.

Exija a nota fiscal, ela é o seu comprovante para o caso de queixa por alguma irregularidade no remédio. Guarde também a sua embalagem até o final do tratamento2.

Por falar em embalagem, sempre verifique: data de validade; nome do medicamento bem impresso, que possa ser lido facilmente; se não há rasuras ou alguma informação apagada; nome do farmacêutico responsável, seu número de registro (CRF) e o do produto na Anvisa ou no Ministério da Saúde; o selo metalizado de segurança, que você raspa com uma moeda para que surja o nome do laboratório1,2.

Não compre medicamento com a embalagem amassada, lacre rompido, rótulo que se solta facilmente, que esteja apagado ou borrado. Soros, xaropes ou quaisquer remédios em apresentação líquida só podem ser vendidos com lacre. Repare também na bula, ela deve ser original, não pode ser uma cópia2.

Não aceite medicamentos que não estejam em perfeito estado e com os dados visíveis na embalagem. Em caso de dúvida, peça ajuda ao farmacêutico responsável2. Lembre-se, com a sua saúde não se brinca.

Antibiótico é coisa séria. Respeite sua receita.
 
REFERÊNCIAS
1. ANVISA. Medicamento Falsificado – Especialistas discutem combate à pirataria. In: Boletim InformStatus, edição n. 63, out. 2006. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/divulga/public/boletim/63_06.pdf. Acesso em: 31 ago. 2014.
2. ANVISA. Medicamentos Falsificados. Disponível em: http://www.anvisa.gov.br/medicamentos/falsificados/evita_compra.htm. Acesso em: 31 ago. 2014. 

BR/ANB/0053/14f 

Deixe um comentário

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

Post anterior

A segurança do uso de antibióticos na gravidez

Próximo Post

A importância do acompanhamento médico