Antibiótico Saúde Uso racional

Para o bem da sua saúde, não tome antibiótico por conta própria

18 de Agosto, 2015

“Meu amigo me indicou esse remédio, disse que é ótimo!”. Quantas vezes você já viu essa história? Um vizinho, primo, amigo que aconselha a tomar algum medicamento que para ele foi bom, o que não significa que também seja para outra pessoa?

Dizem que de médico e louco todo mundo tem um pouco, mas tomar um remédio sem a prescrição de um profissional de saúde habilitado é loucura mesmo, porque pode trazer mais danos do que benefícios.

Dentre alguns problemas, o medicamento por conta própria pode agravar uma doença, pois acaba escondendo alguns sintomas; anular ou potencializar a ação de outro fármaco em uso concomitante; causar reações alérgicas, dependência e até a morte1.

Quando se trata de antibiótico, então, a coisa é ainda mais séria. A administração desse tipo de medicamento tem por objetivo eliminar ou impedir o crescimento de bactérias que causam infecções2. Mas como saber se quem causa o seu problema são esses bichinhos mesmo?

Apenas um médico (de verdade) ou outro profissional de saúde habilitado, pode, depois de uma análise clínica e da realização de exames que comprovem a origem da infecção como bacteriana, dar o diagnóstico e o tratamento correto3.

Na escolha do melhor fármaco para o seu caso, ele leva em consideração alguns pontos, como: a bactéria identificada nos exames, o antibiótico mais eficaz para combatê-la e a sua sensibilidade à medicação prescrita4. Depois, o médico determina a dosagem, os horários e a duração do tratamento, orientações que devem ser seguidas à risca. Caso contrário, o tratamento não dá resultado e você ainda predispõe o seu organismo a criar resistência bacteriana2,3. Daí o medicamento não funciona mesmo.

Viu como não é tão simples assim? Portanto, se você não está se sentindo bem, nada de ouvir o conselho de quem não é da área de saúde. Procure logo o médico.

Antibiótico é coisa séria. Respeite sua receita.
 

Deixe um comentário

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

Post anterior

Antibióticos de amplo espectro no combate à pneumonia

Próximo Post

Nerd Pai