Antibiótico Crianças Saúde

Antibiótico e crianças: pode ou não pode?

13 de Outubro, 2015

Quando o assunto é antibiótico e crianças, há mães que acreditam ser o medicamento a solução para todas as doenças do filho, enquanto outras têm receio que estrague os dentes ou altere a imunidade1.

Afinal, antibiótico é do bem ou do mal?
 
O antibiótico é bom quando indicado corretamente pelo médico para o tratamento de uma infecção de origem bacteriana. No entanto, o antibiótico usado de forma indiscriminada, sem a receita médica,  sem  indicação adequada ou para infecção cuja origem não seja bacteriana, é ruim, pois pode mascarar os sintomas, retardar a cura além de provocar resistência bacteriana1.
 
Sabe-se que há um antibiótico que pode se depositar nos dentes em formação, causando descoloração dos mesmos. Desta forma, sua prescrição é contraindicada na faixa etária abaixo de 8 anos. Por isso a importância de seguir as orientações médicas sempre.1,2,4

E a história de que antibióticos alteram a imunidade não é válida. Até os cinco anos de idade, infecções virais são bastante comuns. Como têm sintomas parecidos com as infecções bacterianas, podem levar à prescrição de antibióticos. Porém, sem efeito, já que os antibióticos não são indicados para viroses. Além disso, nessa faixa etária ocorre o desenvolvimento imunológico da criança, o que é feito pelo contato  com vírus e bactérias1.

O segredo do sucesso do tratamento antimicrobiano é seguir o receituário à risca, conforme orientação médica, dando a seu filho o remédio na dosagem correta, sempre nos mesmos horários e durante todo o período recomendado. Só assim as bactérias patogênicas morrem ou têm seu crescimento diminuído eficazmente2.

O antibiótico geralmente leva em torno de 48 horas para fazer efeito. Durante este período é possível que a criança ainda apresente febre. Se após dois dias do início do tratamento a febre permanecer ou os sintomas piorarem, entre em contato com o médico assistente.

Antibiótico é coisa séria. Respeite sua receita.
 

Deixe um comentário
    1. GUIA DO BEBÊ. Antibiótico: vilão ou mocinho? Disponível em:<http://guiadobebe.uol.com.br/antibiotico-vilao-ou-mocinho/>. Acesso em: 31 ago. 2015.
     
    2. CRESCER. 10 perguntas e respostas sobre antibióticos. Disponível em:<http://revistacrescer.globo.com/Revista/Crescer/0,,EMI181197-15331,00.html>. Acesso em: 31 ago. 2015.

    3. ESCOBAR, A. Cuidados com antibióticos. Disponível em:<http://www.draanaescobar.com.br/dicas-da-dra-ana/duvidas/cuidados-com-antibioticos/>. Acesso em: 31 ago. 2015.

    4.MEDicinaNET. Bula tetraciclina – Teuto. Disponível em: <http://www.medicinanet.com.br/bula/5011/tetraciclina.htm> Acesso em: 06 outubro 2015.

    Código: BR/ANB/0079/15j

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

Post anterior

Receita médica: bússola para o tratamento bem-sucedido

Próximo Post

O uso de antibióticos na gestação é possível e seguro