Antibiótico Cirurgia Infecção

Antibiótico: nosso aliado na prevenção de infecções cirúrgicas

28 de Outubro, 2015

Profilaxia é o nome dado a uma série de procedimentos adotados na prevenção de doenças. Essas medidas podem ser simples, como lavar as mãos, ou mais complexas, relacionadas ao uso de medicamentos, como, por exemplo, os antibióticos1.

O uso profilático de antibióticos é indicado pelo médico para indivíduos que não apresentem sinais ou sintomas de infecções com o objetivo de prevenir o seu surgimento em situações de alto risco, como é o caso de portadores de determinadas doenças ou daqueles que passarão por procedimentos específicos, como algumas cirurgias2

Isto porque uma das complicações possíveis do ato cirúrgico é a infecção. Existem alguns fatores que a favorecem, por exemplo, a obesidade, a idade avançada, a diabetes3, pessoas que estejam com a imunidade frágil, portadores de válvulas cardíacas, malformações cardíacas congênitas, doença reumática, alguns tipos de prolapso da válvula mitral (uma válvula do coração), pacientes com próteses4.

Mas não são todas as cirurgias que requerem essa intervenção. A profilaxia é geralmente indicada para os procedimentos que podem gerar a contaminação3.

Intervenções cirúrgicas consideradas de alto risco a infecções são as realizadas no estômago e intestino (gastrointestinal), em amputações por problemas vasculares, enxertos, dentre outras5.

Especialistas indicam que a profilaxia com antibióticos seja adotada em procedimentos operatórios que ofereçam um risco de infecção de 10%5.

Agora você já sabe que os antibióticos também são nossos aliados contra as bactérias em outras situações e não só no tratamento de doenças causadas por elas. Por isso, é importante entender e ouvir as orientações de seu médico sobre o correto uso do medicamento.

Antibiótico é coisa séria. Respeite sua receita.
 

Deixe um comentário
    1. FARIA, C. Profilaxia. Disponível em: <http://www.infoescola.com/saude/profilaxia/> . Acesso em: 23 set. 2015.
    2. PORTAL EDUCAÇÃO. O uso profilático de antibióticos. Disponível em: http://www.portaleducacao.com.br/farmacia/artigos/7120/o-uso-profilatico-de-antibioticos  . Acesso em: 23 set. 2015.
    3. LEVIN, ASS. Quais os princípios gerais da profilaxia antibiótica antes de intervenção cirúrgica? In: Rev. Assoc. Med. Bras., vol. 48, nº4, São Paulo, Oct./Dec. 2002. Disponível em: <http://www.scielo.br/scielo.php?script=sci_arttext&pid=S0104-42302002000400013> . Acesso em: 23 set. 2015.
    4. PRADO, R. Protocolo Clínico para prescrição de antibióticos profiláticos. Disponível em: <http://www.cro-rj.org.br/pc/jun10.pdf> . Acesso em: 23 set. 2015.
    5. FERRAZ, EM.  Antibioticoprofilaxia em cirurgia. In: Programa de Atualização de uso de antibióticos em cirurgia, vol. 1, nº 2, Rio de Janeiro, Jun. 2002. Disponível em: <https://cbc.org.br/wp-content/uploads/2013/05/Antibioticoprofilaxia-em-cirurgia.pdf> . Acesso em:  23 set. 2015.
     
    BR/ANB/0079/15q

Posts relacionados

Nenhum comentário. Seja o primeiro a comentar.

Deixe um comentário

Post anterior

Vacina e antibiótico: uma dupla dinâmica

Próximo Post

Mantenha a pele em dia, sem infecções